Últimas Notícias

Feedforward vai substituir o feedback?

O feedback é considerado uma ferramenta essencial para os gestores. Eles avaliam os comportamentos e resultados de seus colaboradores e passam um “retorno”, uma devolutiva, comunicando como a organização está percebendo o desempenho do funcionário. Isso é muito importante, já que os colaboradores necessitam saber se o seu desempenho atende às expectativas do gestor, da empresa e as formas de melhorá-lo.

Já o feedforward é uma ferramenta que fornece ao profissional sugestões e orientações de como atingir essa melhoria de comportamento. O feedforward tem um olhar direcionado para o futuro. Ao contrário de focar no passado e nos comportamentos e fatos acontecidos, o feedforward se concentra em como melhorar e alcançar resultados. O feedforward é essencial para qualquer troca, pois pensa no futuro e no desenvolvimento de habilidades do colaborador.

Sendo assim, um não substitui o outro, nem é melhor ou pior. O ideal é que um complemente o outro. Bons feedbacks têm componentes de feedback e componentes de feedforward.

O feedback funciona como um ponto de referência para o colaborador entender sua posição atual, como está sua produtividade e qualidade com base nas atividades que estão sendo desenvolvidas.

Feedback traz autoconhecimento, que tem por objetivo fazer com que o colaborador compreenda sua situação atual e a partir disso busque formas de melhorar.

O feedforward vem como forma de complementar o feedback para discutir melhorias. O feedforward reforça as alternativas de mudança, pois são os próprios colaboradores que identificam os pontos que necessitam aprimorar para obter mais rendimento.

Os receptores do feedforward costumam recebê-lo de forma mais tranquila, positiva e não reativa ou como algo pessoal. Por isso se concentram em escutar o que o outro está dizendo e não em pensar em formas de se defender.

No feedforward, os próprios colaboradores escolhem um comportamento para o qual manifestam o desejo de mudar e descrevem-no para o outro. Em seguida, solicitam sugestões que poderiam auxiliar a alcançar essa mudança no comportamento. O feedback, portanto, identifica as necessidades do passado com base nos resultados que já foram apresentados e reorienta o funcionário para a melhoria desse cenário.

 

Mas então o feedforward é uma ferramenta mais eficiente?

Nem sempre. Feedback e feedforward são conceitos que se complementam para otimizar a gestão de pessoas. Como saber onde expandir as minhas possibilidades sem antes entender onde estou errando?

Então, não, o feedforward não irá substituir o feedback e sim agregar e melhorar o desenvolvimento das pessoas.

Ivana Anselmo Souza Torres

Possui graduação em Psicologia pela UNISUL. Pós Graduação em Gestão de Pessoas pela FASC. Personal e Profissional Coaching pela Sociedade Brasileira de Coaching. Atualmente trabalha na CliQue RH consultoria na área de gestão de pessoas para diversas empresas da região da AMUREL. Instrutora de treinamento nas áreas de desenvolvimento de lideranças, gestão de pessoas, ética e postura profissional, relacionamento interpessoal, dependência química, vida e carreira entre outros. Colunista do Jornal Diário do Sul na área de Psicologia e desenvolvimento.
Ivana Anselmo Souza Torres

Últimos posts por Ivana Anselmo Souza Torres (exibir todos)