Últimas Notícias

O ano começou e você se sente desanimado?

Está se sentindo constantemente cansado, nervoso ou incomodado a maior parte do dia? Sua concentração e memória já não são as mesmas?

Bem, você pode estar passando por esgotamento emocional. Isso mesmo, o esgotamento emocional gera a sensação de estarmos constantemente oprimidos, sobrecarregados, e com uma sensação de cansaço que não passa.

Dessa forma, o esgotamento emocional surge quando acontecem mudanças importantes, ou muitos problemas seguidos, que nos estressam. Também pode existir um histórico prévio de problemas pendentes ou situações a serem resolvidas. Essa fadiga é o resultado de exigir do nosso sistema psicológico mais do que ele pode dar, ou seja, isso acontece porque não damos tempo suficiente para que o nosso corpo se recupere entre um desafio e outro.

Esgotamento emocional é um grande vilão que, se não for observado com seriedade, pode se transformar em depressão. Conheça alguns sinais:

Sono não é reparador – Você já acorda cansado, mesmo tendo dormido a noite toda.

Queda no rendimento no trabalho – Você não é mais tão rápido para fazer tudo o que sempre fez com disposição e faz as coisas no modo automático.

Memória fraca – Você se esquece de coisas com frequência. Se não anotar, esquece mesmo e nem se dá conta.

Sair de casa não te dá entusiasmo – Antes era bom sair, conversar com os amigos. Agora existe sempre uma boa desculpa para ficar em casa.

Somatizações - Dores de estômago, problemas com intestino, dores nas costas, cervicais ou de cabeça mais de duas vezes na semana.

Dificuldade para ler e assimilar conteúdos – Sua paciência para ler, assistir aulas ou palestras já não é a mesma de antes.

Falta de motivação – Sente um desânimo constante, sem explicação.

Sensação de estar sobrecarregado – sente-se sem forças para continuar.


Como tratar?

Pare de adiar o seu descanso, faça mais o que gosta. Coloque-se em primeiro lugar. Se precisar gastar um pouco mais, gaste. Mas não deixe seus desejos serem suprimidos pela rotina. Você deve sentir a vida e não apenas seguir o fluxo. Se não conseguir se animar, procure ajuda profissional. Fazer psicoterapia não é sinal de fraqueza e sim de coragem. Na próxima coluna iremos falar mais sobre estratégias para prevenir e combater o esgotamento emocional.

Ivana Anselmo Souza Torres

Possui graduação em Psicologia pela UNISUL. Pós Graduação em Gestão de Pessoas pela FASC. Personal e Profissional Coaching pela Sociedade Brasileira de Coaching. Atualmente trabalha na CliQue RH consultoria na área de gestão de pessoas para diversas empresas da região da AMUREL. Instrutora de treinamento nas áreas de desenvolvimento de lideranças, gestão de pessoas, ética e postura profissional, relacionamento interpessoal, dependência química, vida e carreira entre outros. Colunista do Jornal Diário do Sul na área de Psicologia e desenvolvimento.
Ivana Anselmo Souza Torres

Últimos posts por Ivana Anselmo Souza Torres (exibir todos)