Últimas Notícias

Seus colegas de trabalho não são seus inimigos

Nada melhor do que trabalhar em um ambiente saudável onde as pessoas se respeitam e onde exista uma cordialidade entre os colegas. O problema é que nem sempre é assim. Em uma organização, existe uma diversidade de indivíduos e muitas vezes presenciei colegas de trabalho tratando-se como inimigos.

 

As pessoas são únicas, possuem personalidades distintas, vêm de famílias e culturas diferentes, possuem valores diferentes. Tudo isso afeta o comportamento, a forma de se relacionar com os outros, o que muitas vezes gera conflitos entre os colegas de trabalho.

 

Conflito até certo ponto é normal. Mas viver em um ambiente carregado de raiva entre as pessoas gera um desgaste emocional muito grande.  Não é necessário haver amizades, às vezes sentimos mais afinidade com algumas pessoas do que com outras.

 

É possível sim conviver bem com todos os colegas de nossa equipe de trabalho. Basta cada um procurar conhecer melhor o colega, sua história de vida e sua realidade. Conhecer a história de vida das pessoas nos ajuda a compreendê-las melhor.

 

Outra forma de conseguirmos conviver melhor com os outros é o autoconhecimento. Isso mesmo: quando eu me conheço, possuo consciência das minhas qualidades, fraquezas e limitações, consigo aceitar melhor as fraquezas e limitações dos meus colegas e enxergar também suas qualidades, reduzindo assim o estresse.

 

O autoconhecimento proporciona mudanças no comportamento das pessoas, faz com que se tornem mais pacientes, respeitem mais as opiniões contrárias às suas e com certeza as transforma em pessoas mais queridas dentro da empresa.

 

Como posso alcançar o autoconhecimento?

 

- Psicoterapia. Muitas pessoas ainda possuem resistência, acham que psicoterapia é para “loucos” ou “problemáticos”. É uma concepção equivocada. Geralmente as pessoas que fazem terapia conseguem se tornar mais equilibradas e felizes. Engana-se quem acha que psicoterapia é para os fracos, na realidade fazer psicoterapia é para os fortes, pessoas que sabem que podem e querem mudar, melhorar, evoluir.

 

- Também existem livros muito bacanas que ajudam a despertar a reflexão para o autoconhecimento e impulsionam mudanças de comportamentos. Os tão criticados livros de autoajuda. Que atire a primeira pedra quem nunca leu um.

 

- Outra forma é discutir individualmente as dificuldades com os pares, chefes e subordinados, solicitando a percepção de ambos. Para isso a pessoa precisa ter bastante maturidade e refletir seriamente sobre a opinião dos colegas.

Ivana Anselmo Souza Torres

Possui graduação em Psicologia pela UNISUL. Pós Graduação em Gestão de Pessoas pela FASC. Personal e Profissional Coaching pela Sociedade Brasileira de Coaching. Atualmente trabalha na CliQue RH consultoria na área de gestão de pessoas para diversas empresas da região da AMUREL. Instrutora de treinamento nas áreas de desenvolvimento de lideranças, gestão de pessoas, ética e postura profissional, relacionamento interpessoal, dependência química, vida e carreira entre outros. Colunista do Jornal Diário do Sul na área de Psicologia e desenvolvimento.
Ivana Anselmo Souza Torres

Últimos posts por Ivana Anselmo Souza Torres (exibir todos)