Últimas Notícias

Você é contra ou a favor de contratar parentes?

Contratação de familiares: há tempos falamos sobre este tema nas organizações. Há alguns dias estava em uma reunião com diretores de uma empresa para aprovação do procedimento de recrutamento e seleção. Seria uma reunião normal, mas quando chegamos no item que fala sobre a contratação de parentes, surgiram muitas dúvidas. Permitir ou não a contratação de parentes para trabalhar no mesmo setor?

 

Essa é uma questão antiga para a qual não existe uma resposta unânime. Cada empresa é livre para definir se irá permitir ou não a contratação de parentes. Não existe lei proibindo a contratação de parentes de empregados, ou que proíba que parentes trabalhem juntos, mas as empresas podem criar políticas internas definindo critérios para a contratação.

 

Algumas empresas definem procedimentos específicos para tratar desse assunto, e há aquelas que avaliam cada caso. Algumas organizações incentivam a contratação de parentes. Outras proíbem. Veja a seguir algumas vantagens e desvantagens de contratar parentes:

 

Vantagens Desvantagens
Permitir a contratação de parentes cria um clima familiar e acolhedor na organização, o que contribui para o ambiente interno. Conflito de interesses, ou seja, a emoção pode sobressair a razão. Se isso acontecer, parentes podem privilegiar um ao outro dentro da organização ou até mesmo serem coniventes com comportamentos inadequados.
Esse parente vem com uma indicação e pode-se conhecer previamente seu comportamento, através das informações repassadas pelo familiar que já trabalha na empresa. Isso aumenta a assertividade de contratação. A contratação de parentes pode colocar em risco o sigilo de informações, pois um empregado que trabalha em um departamento pode acabar passando informações confidenciais para seu parente que atua em outro.
Para organizações com grande quantidade de funcionários operacionais, localizadas em pequenas cidades onde a mão de obra é escassa, a contratação de parentes é uma boa alternativa para preencher o quadro rapidamente. Empregar membros da mesma família pode gerar transtornos caso um deles seja demitido. Dependendo do motivo, aquele que ficar na empresa pode acabar se sentindo atingido pela demissão do parente, e pode ter sua produtividade e comportamento alterados.

 

Especialistas recomendam que quando for permitida a contratação de familiares, as organizações tomem alguns cuidados, entre eles estão: nunca contratar um parente apenas pelo apelo da família e sim por suas habilidades profissionais. O parente deverá ser tratado de forma igual, ou seja, as regras e benefícios devem valer para todos.

 

Seja qual for a decisão da empresa, é interessante deixar bem claro para todos os colaboradores, pois é uma questão que precisa ser tratada com transparência para que a credibilidade da empresa não seja afetada.

 

E você, qual a sua opinião? Comente em nossas redes sociais.

 

Ivana Anselmo Souza Torres

Possui graduação em Psicologia pela UNISUL. Pós Graduação em Gestão de Pessoas pela FASC. Personal e Profissional Coaching pela Sociedade Brasileira de Coaching. Atualmente trabalha na CliQue RH consultoria na área de gestão de pessoas para diversas empresas da região da AMUREL. Instrutora de treinamento nas áreas de desenvolvimento de lideranças, gestão de pessoas, ética e postura profissional, relacionamento interpessoal, dependência química, vida e carreira entre outros. Colunista do Jornal Diário do Sul na área de Psicologia e desenvolvimento.
Ivana Anselmo Souza Torres

Últimos posts por Ivana Anselmo Souza Torres (exibir todos)