Últimas Notícias

Descubra qual a competência mais requisitada na hora da contratação

Com a colaboração de Julia Zoculotto

 

As habilidades técnicas do profissional são muito importantes para exercer bem a sua função. Determinadas vagas necessitam de um profissional que atenda tecnicamente uma demanda, mas, além disso, grandes empresas procuram pessoas que tenham as competências comportamentais bem desenvolvidas.

Um estudo realizado pela PageGroup (um dos maiores nomes da indústria do recrutamento) levantou que a habilidade comportamental mais requisitada no Brasil é a Inteligência Emocional (IE) em 42,9%. E essa competência também é uma das mais difíceis de se encontrar.

De acordo com a psicologia, inteligência emocional é a capacidade de identificar e lidar com as emoções e sentimentos pessoais e de outros indivíduos.

Um exemplo é a pessoa que consegue terminar suas tarefas e atingir suas metas, mesmo sentindo-se triste e ansiosa ao longo de um dia de trabalho.

Ou seja, é uma habilidade que permite que as pessoas gerenciem melhor seus sentimentos e a forma que agirão com base neles.

A maioria dos profissionais investem em competências técnicas que são adquiridas com cursos, livros e treinamentos. Porém, uma pequena parcela da população entende a importância de desenvolver habilidade comportamentais como a IE.

A Inteligência Emocional é uma habilidade fundamental para os negócios. Com ela, os colaboradores apresentam mais produtividade, conseguem lidar melhor com conflitos e problemas, fazem o ambiente de trabalho mais leve e unido. As empresas não procuram um funcionário que irá agir com suas emoções impulsivamente ou que irá descontar na equipe de trabalho. Eles procuram um profissional que tenha autoconhecimento, tenha bom relacionamento interpessoal, saiba gerenciar suas emoções.

Destacamos aqui como Daniel Goleman, Psicólogo e Jornalista Científico, lista as bases da IE:

Autoconhecimento

Para desenvolver inteligência emocional você precisa conhecer suas emoções e saber como reage a situações do seu cotidiano. Vale a pena investir em autoconhecimento, se julgar necessário busque ajuda de um psicólogo.

Gerenciamento das emoções

É possível controlar suas emoções e ter consciência de fatores estressantes. Você pode realizar uma escolha nessas situações desde que esteja consciente disso.

Empatia

Em todas as situações tente se colocar no lugar do próximo. Questione o porquê daquela pessoa estar agindo de determinada maneira no ambiente de trabalho. Precisamos entender o outro lado para conseguir ter melhores relacionamentos.

Todas as competências são importantes, tanto técnicas como comportamentais, mas fique atento, a Inteligência Emocional é a competência do futuro.

Ivana Anselmo Souza Torres

Possui graduação em Psicologia pela UNISUL. Pós Graduação em Gestão de Pessoas pela FASC. Personal e Profissional Coaching pela Sociedade Brasileira de Coaching. Atualmente trabalha na CliQue RH consultoria na área de gestão de pessoas para diversas empresas da região da AMUREL. Instrutora de treinamento nas áreas de desenvolvimento de lideranças, gestão de pessoas, ética e postura profissional, relacionamento interpessoal, dependência química, vida e carreira entre outros. Colunista do Jornal Diário do Sul na área de Psicologia e desenvolvimento.
Ivana Anselmo Souza Torres

Últimos posts por Ivana Anselmo Souza Torres (exibir todos)