Últimas Notícias

O que significa Setembro Amarelo?

O Setembro Amarelo é o mês de prevenção do suicídio. De acordo com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), cerca de 800 mil indivíduos tiram a própria vida todos os anos.

A campanha surgiu em 1994, nos Estados Unidos. Na ocasião, Mike Emme, de apenas 17 anos, cometeu suicídio. Habilidoso, o jovem restaurou um Mustang 68 e pintou o automóvel de amarelo. A família e os amigos do rapaz não perceberam seus problemas psicológicos e, por isso, não conseguiram salvá-lo.

Durante o velório, pessoas próximas a Mike montaram uma cesta com muitos cartões e fitas amarelas. A seguinte mensagem se destacou na homenagem ao garoto: "Se precisar, peça ajuda". A história de Emme foi o estopim para o movimento. Nesse contexto, o laço amarelo acabou sendo escolhido como símbolo da prevenção e da luta contra o suicídio.

No Brasil, o Setembro Amarelo foi adotado oficialmente em 2015, em parceria com o Centro de Valorização da Vida (CVV), do Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP).

E por que as pessoas se suicidam?

É uma pergunta difícil de responder, pois envolve muitos fatores. Há os emocionais, a genética, o círculo social da pessoa, o ambiente familiar, entre outros.

Alguns dos fatores mais comuns que levam uma pessoa a se suicidar são os problemas de saúde mental.

Não podemos julgar alguém que pensa em se matar, pois para ela a dor da existência é tão grande que só a morte poderia resolver. Além disso, acredito que várias pessoas já pensaram em se matar alguma vez na vida. Todos nós passamos por situações onde experimentamos um misto de falta de esperança, dor física e emocional, de tristeza profunda. É nesses momentos que surge uma vontade gigantesca de que tudo isso acabe logo. E aparece a ideia suicida.

O suicídio vem como um alívio à dor, uma forma de ter paz no coração e uma solução imediata para os problemas.

Contudo, se nesses momentos difíceis conseguimos partilhar nossa dor, conversar com alguém especializado e expressar esses sentimentos, geralmente conseguimos superá-los.

Se você ou alguém que você conhece estiver passando por um momento difícil, procure ajuda profissional de um psicólogo ou psiquiatra. Sempre é possível superar, acredite.

Ivana Anselmo Souza Torres

Possui graduação em Psicologia pela UNISUL. Pós Graduação em Gestão de Pessoas pela FASC. Personal e Profissional Coaching pela Sociedade Brasileira de Coaching. Atualmente trabalha na CliQue RH consultoria na área de gestão de pessoas para diversas empresas da região da AMUREL. Instrutora de treinamento nas áreas de desenvolvimento de lideranças, gestão de pessoas, ética e postura profissional, relacionamento interpessoal, dependência química, vida e carreira entre outros. Colunista do Jornal Diário do Sul na área de Psicologia e desenvolvimento.
Ivana Anselmo Souza Torres

Últimos posts por Ivana Anselmo Souza Torres (exibir todos)